Logo Vida Salgada.png

Mergulhe nos Nossos Conteúdos

Clube - Faixa.png

Olimpíadas: Novas modalidades esportivas em Tóquio 2020



Aeee está chegando! Os Jogos Olímpicos que deveriam ter acontecido no ano passado e foram adiados devido a pandemia, vão rolar a partir da próxima semana, entre os dias 21 de julho e 8 de agosto na cidade de Tóquio, no Japão.


Como estratégia para incentivar o desenvolvimento dos diversos esportes, o Comitê Olímpico Internacional - COI, sempre inclui novas modalidades em cada edição dos Jogos. E para esta edição, buscando atrair ainda mais o público jovem, teremos a disputa de novas modalidades mais radicais, sendo o surfe, skate e escalada esportiva. O Beisebol e Softbol retornam ao quadro de modalidades olímpicas depois de não terem sido disputadas nos jogos de Londres 2012 e Rio de Janeiro 2016. Também integram essa lista de novas modalidades esportivas o Caratê, uma arte marcial tradicional mas que será a caçula nos jogos, e a curiosidade fica por conta de sua estreia ser na terra onde foi criada, o Japão. Ao todo são 33 esportes abrangendo um total de 46 modalidades.


Para que um esporte seja considerado olímpico e integre o quadro de modalidades esportivas dos Jogos Olímpicos, são exigidos alguns critérios: o esporte precisa ser reconhecido pelo COI e ser organizado por uma Federação Esportiva Internacional, que deve se comprometer com o código antidoping e a Carta Olímpica, que estabelece os princípios e valores do Movimento Olímpico. Também é necessário que o esporte seja praticado por homens em 75 países em 4 continentes e por mulheres em 40 países em 3 continentes. Mas só o reconhecimento do esporte pelo COI não é sinônimo de ser inserida nos Jogos Olímpicos, pois para uma nova modalidade ser inserida, outra deve ser excluída, e isso gera muito jogo político, além dos interesses financeiros. Os esportes com propulsão mecânica, como o automobilismo, e os da mente, como o xadrez, não podem entrar nos Jogos Olímpicos.


Veja a seguir alguns detalhes sobre cada modalidade que estreará nos jogos de Tóquio 2020:


Beisebol e Softbol



Apesar de muito semelhantes, beisebol e softbol possuem regras específicas e diferenças claras. O beisebol é mais conhecido e é disputado apenas por homens, Já o softbol é praticado exclusivamente por mulheres, e as principais diferenças para o beisebol é o fato de ter a bola maior, o campo é menor e o arremessador joga com a mão em nível inferior ao cotovelo, em vez de lançar com a mão levantada acima da altura do ombro. Nesta edição dos Jogos Olímpicos, cada modalidade será disputada por seis países.


Caratê



A disputa do Caratê será feita em duas categorias. No “kata” (forma, em tradução do japonês) os caratecas exibem contra um oponente imaginário uma série de golpes, chutes e socos, dentre 102 formas reconhecidas. No “kumite” (lutando com mãos, em tradução literal), dois oponentes, divididos de acordo com o peso entre três subcategorias, lutam dentro de uma área de 8 por 8 metros por três minutos. Cada golpe pontua de um a três pontos, ganha quem abre uma vantagem de oito pontos ou quem soma mais ao final do tempo.


Escalada Esportiva



A escalada esportiva será disputada em três modalidades diferentes: lead, speed e boulder. O ouro ficará para o atleta que alcançar a maior pontuação na soma das três modalidades. O Lead simula vias de escalada em rochas grandes em paredes que podem ter mais de 15 metros onde o atleta tem uma única chance em seis minutos para chegar ao topo. O Speed é uma prova de velocidade na vertical onde os competidores sobem lado a lado uma parede de 15 metros de altura com agarras nas mesmas posições. O Boulder simula vias de escalada em rochas pequenas com paredes de até 4,5 metros onde os escaladores, que não usam cordas nessa categoria, precisam superar baterias de até quatro minutos com agarras dos mais diferentes formatos e posições até o topo.



Skate



A estreia do Skate nos jogos olímpicos será disputada em duas categorias. Na “street” os atletas manobram sobre obstáculos que simulam uma rua, formados por rampas, escadas, corrimãos, bancos e paredes. As manobras são avaliadas segundo critérios de velocidade, originalidade, movimentos, entre outros. Somam-se as quatro melhores pontuações de sete tentativas, e os melhores avançam de fases até se definir o vencedor. Na categoria “park” os skatistas disputam em uma pista com formato de piscina que une também alguns elementos do “street”, podendo alcançar uma altura de 3 metros do chão. São três tentativas, valendo a melhor nota, e os melhores avançam de fases até se definir o vencedor.



Surfe



Bem conhecido dos brasileiros, o surfe será disputado por 20 homens e 20 mulheres, durante quatro dias, mas com a possibilidade de estender-se por mais quatro caso faltem ondas. Cada bateria terá 30 minutos, disputadas por quatro ou cinco atletas ao mesmo tempo. Nas rodadas finais, o formato passa a ser de um contra um. Para avançar nas rodadas, somam-se as pontuações das duas melhores ondas da bateria. As notas são dadas por um júri que avalia, entre outras coisas, a velocidade, dificuldade, progressão e variedade das manobras. No Japão, o surfe será disputado em Tsurigasaki, na cidade de Chiba. A praia é conhecida por ondas pequenas, curtas e fracas.


Apesar de estarem em fase de testes e não contabilizarem, ainda, medalhas para o quadro geral de países, as cinco modalidades em questão respeitarão todos os procedimentos olímpicos e não deixarão de distribuir medalhas aos respectivos vencedores.


Curiosidade: Os símbolos olímpicos


O símbolo dos anéis olímpicos, criado pelo francês Pierre de Frédy, fundador das Olimpíadas modernas, representa a união entre as nações onde cada anel é um continente. As cores - azul, preto, vermelho, amarelo, verde, e o branco da bandeira - são cores em que pelo menos uma delas está presente em todas as bandeiras nacionais do mundo.


A tocha olímpica representa a pureza da eterna juventude olímpica. Simboliza o elo entre o berço das Olimpíadas na Grécia e as cidades-sedes, que sediam os Jogos contemporâneos.


Já o lema Citius, Altius, Fortius ("o mais rápido, o mais alto, o mais forte", em latim) representa o lema do ideal olímpico, além de resumir a postura que um atleta precisa ter para atingir seu objetivo.


#olimpíadas #jogosolímpicos #tóquio2020 #esporte

41 visualizações

1/3

Leia as últimas publicações