Logo Vida Salgada.png

Mergulhe nos Nossos Conteúdos

Clube - Faixa.png

Olimpíadas: O espírito olímpico



Estamos em período de realização dos Jogos Olímpicos e todos os atletas, profissionais e amadores, se conectam com as disputas e acompanham vidrados não só os seus esportes favoritos, mas as histórias de todos os atletas que se credenciaram a participar de uma edição dos Jogos Olímpicos. E mesmo as pessoas que não estão ligadas diretamente a algum esporte ou atleta que participa passam a acompanhar as disputas e a torcer pelo seu país.


Quando acompanhamos as disputas olímpicas, percebemos que há muita luta, muita superação e muita motivação em cada atleta, o que nos inspira e nos emociona com as suas conquistas. Mas sabemos que esse sentimento esportivo, não só nos Jogos, traz consigo muitos outros valores e sentimentos que servem de alicerce para cada conquista esportiva, seja de uma medalha de ouro olímpica ou de uma medalha de participação em um festival na escolinha.


Quando se fala de espírito olímpico nos referimos a um conjunto de valores e atitudes morais fundamentais para a participação de um atleta, líderes e voluntários nesses jogos. Podemos atribuir ao espírito olímpico características como hospitalidade, espírito de acolhida, amizade, alegria, motivação, entusiasmo, autodisciplina, solidariedade, senso de equipe, colaboração, entre outras.


O espírito olímpico é considerado como um sentimento que une, que demonstra o quanto as pessoas são iguais, o quanto podem superar seus limites e é necessário para a participação em jogos, uma vez que faz os atletas esquecerem o que é uma competição e mudem seu objetivo buscando apenas superar a si e aos recordes. É uma formação moral do atleta que preconiza a sua conduta durante os jogos e também no seu dia-a-dia.


Para entendermos bem esse espírito olímpico, precisamos saber dos dois conceitos que estabelecem o Movimento Olímpico: o Olimpismo e os Valores Olímpicos.


O Olimpismo


O Olimpismo é caracterizado como a filosofia que inspirou o renascimento dos Jogos Olímpicos e que orienta o Movimento Olímpico da Era Moderna, idealizado por Pierre de Coubertin, em 1894. A Carta Olímpica define o Olimpismo como sendo “uma filosofia de vida que exalta e combina em um conjunto equilibrado as qualidades do corpo, da vontade e da mente”.


Mais do que uma filosofia esportiva, o Olimpismo é uma filosofia de vida que coloca o esporte a serviço da humanidade, alia o esporte à educação e busca criar um estilo de vida baseado na alegria do esforço, no valor educacional do bom exemplo e no respeito pelos princípios éticos fundamentais universais.


Os Valores Olímpicos e Paralímpicos


Ao idealizar o Movimento Olímpico, Pierre de Coubertin viu nos Jogos a oportunidade de desenvolver um mundo melhor e que a sociedade desenvolvesse alguns valores, que poderiam ser aplicados não somente ao esporte, mas também à educação e à sociedade. Existem atualmente sete valores associados aos Jogos, sendo os valores olímpicos a amizade, a excelência e o respeito. E os valores paralímpicos são a determinação, a coragem, a igualdade e a inspiração.


O espírito olímpico é o que faz com que cada atleta evolua no seu esporte e como indivíduo, e deve ser levado como mola propulsora da educação para formação de crianças e jovens. Este sentimento transcende ao período específico de realização dos Jogos Olímpicos, ele está, e deve permanecer, no dia a dia de todo esportista, expandindo também para os seus amigos e familiares.


Curiosidade: Medalha Pierre de Coubertin


A Medalha Pierre de Coubertin é uma honraria esportiva–humanitária concedida pelo Comitê Olímpico Internacional a atletas e pessoas envolvidas com o esporte que demonstrem alto grau de esportividade e espírito olímpico durante a disputa dos Jogos. Ela tem o seu nome em homenagem ao criador dos Jogos Olímpicos modernos, Barão Pierre de Coubertin.


Diferente das medalhas de ouro, prata e bronze, esta medalha - que é toda feita de ouro - não tem relação com o desempenho técnico do competidor, mas com suas qualidades morais e éticas e a demonstração do mais puro espírito esportivo em situações difíceis ou inusitadas acontecidas durante as disputas.


Por este motivo, a medalha é considerada pelo COI como sua mais alta honraria, tendo sido outorgada até hoje apenas a poucas personalidades ligadas ao COI e ao espírito olímpico e a alguns atletas que participaram das Olimpíadas.


Veja aqui as personalidades que já receberam essa honraria.


#olimpíadas #jogosolimpicos #espiritoolimpico #esporte

77 visualizações

1/3

Leia as últimas publicações

1/1